Alunos de Teresópolis se destacam em competições nacionais e são premiados nas Olimpíadas de Português, Matemática e Astronomia

Alunos de Teresópolis se destacam em competições nacionais e são premiados nas Olimpíadas de Português, Matemática e Astronomia

Treze alunos de escolas públicas e privadas de Teresópolis foram premiados, nesta segunda-feira, 21, pela Secretaria Municipal de Educação, pelo bom desempenho em três projetos do Ministério da Educação: Olimpíada Brasileira de Astronomia (OBA), Olimpíada Brasileira de Matemática (OBMEP) e a Olimpíada de Língua Portuguesa (OLP).
 
Os eventos tem o objetivo de promover a investigação, produção e promoção da ciência para os estudantes, estimulando a integração, o respeito e a cooperação entre eles.  A premiação aconteceu no auditório da Secretaria e reuniu, além dos alunos, pais e professores.
 
“O que temos aqui é o futuro do Brasil. Parabenizamos todos os premiados, tanto os alunos quanto os professores, pelo talento e dedicação a estes projetos que são realizados, na verdade, por adesão voluntária. Hoje temos 10 escolas do município sendo premiadas.Mais uma vez, alunos da rede municipal de ensino se destacaram em competições de nível nacional, ficando entre os melhores de todo o Brasil e isso é motivo de muito um orgulho para nós”, comentou a secretária municipal de Educação, Rosana Mendes.
 
OBA – Nesta edição, participaram 800 mil alunos de mais de 9 mil escolas e Teresópolis tem o orgulho de ter seis medalhistas nessa etapa. Dos seis, quatro são da E.M. Fazenda Alpina: os alunos Larissa de Carvalho e Théo Lucas receberam medalha de Prata e Samara Florenço e Arthur Neves Maciel, ficaram com a de Bronze.
 
Ainda com a medalha de Bronze, ficaram os alunos Enzo Laffont, do Colégio e Curso Pensi (Alto) e Christian Citrangulo, do Colégio Nossa Senhora do Carmo (Jardim Europa).
 
A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica é um evento realizado nas escolas públicas e privadas, urbanas e rurais, de todo o Brasil. A OBA é organizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira e pela Agência Espacial Brasil com recursos principalmente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico CNPq, órgão vinculado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.
 
OLP – A Olimpíada de Língua Portuguesa ‘Escrevendo o Futuro’ é um concurso de produção de textos para alunos de escolas públicas de todo o país, do 5º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio. Iniciativa do Ministério da Educação e da Fundação Itaú Social, com coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).
 
Com o tema “O lugar onde vivo”, que busca valorizar a região onde os estudantes vivem seu dia a dia, a 6ª edição da OLP contou com a participação de 31 escolas da rede pública estadual e municipal.  A competição tem diversas etapas, que incluem oficinas, seleção de textos nas escolas e, em sequência, pelas comissões julgadoras municipal, estadual e nacional. Para a etapa estadual foram selecionados 6 produções textuais e 1 documentário.
 
Na categoria Poema ganharam os textos dos alunos Nathan Lima, da E.M. Vera Maria Vianna Pedrosa (Meudon) e Gabriela Monteiro, da E.M. Professora Aclimeia de Oliveira (São Pedro). Na categoria, Memórias Literárias, o texto da estudante Gabriela Rumns, do Centro Educacional Helena de Paula Tavares (Fátima) foi o escolhido, e no gênero Crônica, a redação de Ana Julia Rosa, da E.M. Ginda Bloch (Alto) foi a vencedora.
 
Finalizando a premiação da 6ª OLP, os alunos João Marcos Miguel Machado, Vitória de Medeiros e Luís Felipe Cortes, todos do Colégio Estadual Centro Interescolar de Agropecuária José Francisco Lippi, em Venda Nova, foram os ganhadores da categoria Documentário. E pelo Artigo de Opinião, a estudante Sandra de Carvalho, do Colégio Estadual Lions Club, no Meudon, foi a indicada.
 
OBMEP – A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas é realizada desde 2005 pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), em parceria com o Ministério da Educação (MEC) e o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). A Olimpíada é destinada a estudantes do 6º ano do Ensino Fundamental ao 3º ano do Ensino Médio e desde sua criação tem como metas estimular o estudo da Matemática, revelar talentos, incentivando seu ingresso nas áreas científicas e tecnológicas, além de promover a inclusão social pela difusão do conhecimento.
 
Este ano, a 15ª edição da OBMEP contou com a participação de mais de 18 milhões de estudantes de quase 55 mil escolas de todo o país. Em Teresópolis, os alunos Rebeca Vianna, da E.M. Ginda Bloch (Alto), e José Miguel de Oliveira Granito, da E.M. Francisco Maria Dália (Bonsucesso) foram os premiados da 14ª edição e receberam suas homenagens pelo bom desempenho.
 
Os alunos se sentiram orgulhosos e estimulados com o prêmio. “Estou feliz e orgulhoso pela minha conquista. Vou continuar estudando muito para realizar meu sonho de estudar engenharia química”, disse  José Miguel de Oliveira Granito, do 8º ano.
 
Matéria: Assessoria de Comunicação
 
Fechar Menu
Skip to content
%d blogueiros gostam disto: