Você está visualizando atualmente Maio Laranja: Alunos do Beatriz Silva promovem caminhada em defesa das crianças e adolescentes

Maio Laranja: Alunos do Beatriz Silva promovem caminhada em defesa das crianças e adolescentes

Grupo percorreu ruas no entorno da escola, na Barra do Imbui, e chamou a atenção sobre o tema

Na tarde desta sexta-feira, 17, alunos, professores e equipe diretiva do Centro Educacional Beatriz Silva se mobilizaram para uma atividade que teve o objetivo de chamar a atenção para a campanha do Maio Laranja, que visa proteger nossas crianças e adolescentes contra o abuso e a exploração sexual infantil. A Caminhada Maio Laranja contou com a participação de integrantes do programa municipal ‘Bem-Me-Quer Terê’, vinculado à Secretaria M. Saúde, do Conselho M. de Educação, do CRAS Barra e de conselheiros tutelares, e o acompanhamento da Guarda Civil Municipal. O grupo percorreu diversas ruas no entorno da unidade de ensino, com cartazes, faixas e bolas laranja para chamar a atenção de pedestres, motoristas e comunidade em geral para o assunto.

“Estamos promovendo essa caminhada para chamara a atenção da comunidade para o Maio Laranja, que é o mês de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Nós, que lidamos com essa faixa etária não podíamos ficar calados diante de um assunto tão importante e aproveitamos para alertar a comunidade em geral no entorno da nossa escola sobre o tema. Precisamos proteger nossas crianças!”, enfatizou a diretora do CEBS, Samantha Silva, enfatizando que quem souber de uma situação de abuso deve denunciar: “Faça sua parte! Disque 100”.

Sandra Erli Azevedo, coordenadora do ‘Bem-Me-Quer Terê’, também comentou sobre a atividade. “Parabéns ao Beatriz Silva pela ação. Este é um mês de mobilização da comunidade, voltado para chamar a atenção sobre o abuso sexual de crianças e adolescentes. Qualquer cidadão pode comunicar às autoridades competentes. Temos uma rede organizada, com um atendimento de qualidade, com todo o acolhimento psicológico, emocional, às vítimas, para que tenham um desenvolvimento saudável”.

Fotos: Bruno Nepomuceno